Semana de Sonho

Mais um desfile de alta costura toma conta de Paris, mais uma semana de luxo, estilo e sonho no epicentro da realeza da moda enquanto as principais Maisons do mundo mostram o que existe de mais nobre, rico e tecnológico nas passarelas estreladas da cidade luz.

 

semanaparis-1

 

E enquanto as modelos desfilam os vestidos que cobrirão os corpitchos mais coroados e badalados do planeta, pelas ruas a fofoca gira em torno do nome de Maria Grazia Chiuri, estilista que dupla com Pierpaolo Piccioli como diretora de criação da Valentino, e que acaba de assumir o cargo de futura estilista da Maison Dior.

semanaparis-2

Como despedida de Maria Grazia, a Valentino apresentou um desfile primoroso recheado de rainhas, feiras, bruxas e guerreiras homenageando o universo de Shakespeare, cujo legado completa 400 anos. Estamos curiosas com o trabalho da criadora, primeira mulher a assumir o comando da Dior, depois de anos de criações sensacionais pra Maison italiana.

semanaparis-6

Por outro lado, a Dior segue rejuvenecendo pelas mãos dos criadores que assumiu as rédeas da casa após a saída inesperada de Raf Simons. Combinando belos vestidos com a estrutura da Bar Jacket criada por Christian Dior e sandálias estilo havaianas (a carioca sempre soube que dava bossa!), mais uma vez Lucie Meier e Serge Ruffieux assumiram com talento uma enorme responsabilidade.

semanaparis-3

Falando em juventude o italiano Giambatistta Valli é craque em transformar vestidos em sonhos de uma geração que veste alta costura pra ouvir rock’n’roll. Mais uma vez o estilista combinou ruffles, babados, volumes e romantismo em modelitos curtinhos e cheios de atitude.

semanaparis-5

E como não dá pra falar de alta costura sem falar em Chanel, lá fomos olhar as criações de Karl Lagerfeld, que levou a equipe que desenvolve o trabalho artesanal da marca e os colocou ao vivo em ação nas passarelas essa estação. Confessamos que não amamos os looks um pouco pesados e ricos em texturas como o tweed, marca registrada de Mademoiselle Chanel.

semanaparis-7

No mais… foco nos ombros que continuam sendo o fetiche absoluto da temporada, pode colocar os ombrinhos de fora, com a benção de Paris!

Gigi Hadid assina coleção de Tommy Hilfiger

Além de musa das passarelas da grife Tommy Hilfiger, Gigi agora se prepara para lançar uma coleção assinada por ela!

GIGI (2)

Segundo Gigi a coleção é muito fiel a seu estilo próprio. “Queria que fosse algo que quando as pessoas olhassem soubessem que fui eu que criei, e que verdadeiramente usaria. Estou muito feliz com o resultado”, disse à  Vogue americana.

GIGI (1)

Eu particularmente amei essa coleção, ela está recheada com um mix  de peças como jaquetas bomber, calça de couro e tênis branco, clássicos do guarda-roupa dela, com ícones da Tommy, como as listras, suéteres e toda esse clima navy.

GIGI (4)

GIGI (3)

A coleção da Gigi será desfilada na NYFW no dia 9 de setembro, e já no dia 10 chega às lojas do mundo – a linha completa vem inclusive para o Brasil!

O novo luxo de milão

A moda italiana anuncia: o novo luxo está nos detalhes. Pela semana de moda de Milão desfilaram roupas que vão além, provocam uma perícia. Peças que encantam através de camadas de sofisticação invisíveis ao primeiro olhar.

Peças simples, mas perfeitamente executadas, impecáveis, com inovações em cima de matéria prima de qualidade única, que a gente nota, percebe e não se esquece. E deseja, ah se deseja!

E nem ousamos falar da moda italiana sem reverenciar a papisa, Miuccia Prada, em coleção emblemática que reinventou o jersey em peças que mesmo quando parecem apenas lindas e cheias de doçura, apontam ilusões, sugerem mais. Roupas pra bonecas maduras e intelectuais.

Mas foi um alemão quem melhor comprovou o novo luxo: Karl Lagerfeld em desfile surpreendentemente sóbrio, que explorou as possibilidades do couro em peças arquitetonicas, puristas e elegantérrimas. Uma moda mais interessante do que ele vem mostrando na Chanel!

A sobriedade também foi tema da Emporio Armani em desfile dark, pesado e ao mesmo tempo extremamente feminino, sombrio e romântico. Moda perfeita pra princesas duronas, mulheres de beleza delicada e personalidade forte.

A mesma coloração também invadiu a passarela de Alberta Ferretti, que voltou ao renascimento em longos dramáticos, muita rendas, detalhes ricos, jacquard e mulheres frágeis, porém cheias de atitude. Desejamos tudo!

Já a novíssima MSGM, que costuma brilhar nos prints, apresentou seu minimal em blocos deliciosos de cor em peças com modelagem A (tendêncinha), calças “sininho” (tendência) e golas olímpicas (supertendência!), além de um jeito novo de usar cachecol que vamos aderir.

As cores também foram tema da Moschino, que desta vez mirou em centros urbanos, nas misturas dos guetos e nas pixações que saem dos muros pra vestidos luxuossos. Mas claro, com todo o humor e a irreverência pop de Jeremy Scott.

Outro ponto alto da semana foi a aguardada estreia de Alessandro Michele à frente da Gucci, se mostrando a escolha perfeita pra rejuvenescer a marca e levá-la de volta a suas raízes boho. A nova mulher da marca é girlie, boêmia e intelectualizada, uma dândi sem poeira fashion. Ela é nova!

E pra fechar, a Dolce & Gabbana protagonizou um show de doçura ao levar pras passarelas belas mamas e seus filhotes, embalados por tons pastel, desenhos infantis e declarações de amor entre as rendas negras, rosas vermelhas e toda paixão da mulher italiana, assinaturas da marca.

milao (1)

milao (9) milao (2) milao (3) milao (4) milao (5) milao (6) milao (7) milao (8) milao (11)

milao (10)

Fashion Londres

Dizem as boas línguas, a vanguarda mora por ali. O fato é que a caretice passa bem longe da semana de moda de Londres, que como sempre, uniu boas doses de tradição com o que existe de mais edge no mundo fashion.
Prova disso é a tradicionalíssima Burberry, que pelas mãos de Christopher Bailey em mais uma temporada sacodiu a poeira de naftalina do tradicional trench coat de forro xadrez da marca em coleção folk, jovem e fresca, que já nasce com cara de hit!
E enquanto o inglês descobre as possibilidades das estampas, uma brasileira assume o preto e branco como ordem e o minimal como regra. Barbara Casasola apresentou mais uma coleção bonita que reafirma seu estilo pessoal, sem medo de parecer boring. E o mais importante, sem ser!
A quebra de clichês também vem se tornando hábito para Mary Katrantzou, que depois de firmar seu nome através das estampas digitais, parte pra um universo de cores e texturas em modelagens modernas e muito jacquard, uma grande aposta da temporada.

Já Christopher Kane segue como o esperado: inovando! Em desfile que reverencia o corpo, o estilista ousou não só nas formas estudadas que já são sua assinatura, mas em desenhos discretos de nús, orgias e corpos emaranhados. Lindo, poético e original!

Alguns desses adjetivos e exclamações também podem migrar diretamente pra passarela da Erdem, novo queridinho da moda britânica que não decepcionou em mais um desfile romântico, mas sem ser muito açucarado, misterioso e sedutor.

Outra agradável novidade da moda londrina, Simone Rocha desfilou looks extremamente poéticos com uma pitada de drama, românticos, mas nada previsíveis. Uma combinação perfeita pra meninas bem femininas, mas nada óbvias, como todas nós queremos ser!

E pro orgulho nacional, mais um brasileiro cruzou belamente as passarelas da terra da rainha em um desfile correto e elegante, recheado de peças desejo e boas estampas. Lucas Nascimento promete!

O perfume dos anos 40 que dominou a cena de NY também pintou em Londres, mas em interpretações mais livres e descontraídas, como na visão coloridíssima da sérvia Roksanda. Como uma viagem de ácido pela década marcada pela elegância discreta e sóbria. Uma “good trip”, com toda certeza!

londres (3)londres (1) londres (10) londres (9) londres (8) londres (7) londres (6) londres (5) londres (4) londres (2)

Fashion NYC

Se no ano passado a leveza dos anos 70 dominou a cena na semana de moda de NY, nesta temporada um forte perfume dos sisudos anos 40 pairou pela cidade that never sleeps.

Em releitura mais glamourosa, a década que reinventou a elegância esteve presente em quase todos os desfiles, mas ninguém fez melhor que um inspiradíssimo Marc Jacobs, que combinou os 40´s com toque oriental em aclamada homenagem a Diana Vreeland.

A época apareceu em silhuetas alongadas pelos comprimentos abaixo dos joelhos, no militarismo, em saias ora plissadas, ora levemente evasê e na mistura de gêneros que vem pontuando debates importantes no mundo inteiro.

Nos anos 40 as peças masculinas migraram definitivamente pros armários das mulheres, que aprenderam a reaproveitar peças dos maridos que estavam nos fronts de guerra.

Essa bela releitura apareceu em combinações de saias femininas e paletós estruturados (enlaçados por cintos delicados, truque de styling da vez!), e nas calças rejuvenescidas por uma modelagem mais ampla e curta.

Outro forte coming back da década de 40 está no xadrez, que saiu dos forros de paletós e virou artigo de luxo graças as restrições dos anos de guerra. Na versão contemporânea ele aparece vestindo mulheres poderosas e cheias de atitude.

Já o glamour da época, também marcada pelos anos dourados de Hollywood, apareceu em golas fortes, mangas e estolas de pele fake que brilharam principalmente no impecável desfile de Michael Kors.

Mas nem só de anos 40 viveu a temporada de NY, que também apresentou um pouco de japonismo em amarrações e looks desestruturados, e uma deliciosa influência 60´s em vestidos de modelagem A e muita gola rolê (pode anotar!)

E pra fechar, vermelhos impressionantes esquentaram as passarelas em looks de festa que nos fizeram sonhar.

nyc (1)nyc (3)

nyc (2) nyc (4) nyc (5) nyc (6) nyc (7) nyc (8) nyc (9) nyc (10) nyc (11)

Pé de Princesa

A Saks Fifth Avenue e a Disney se uniram para reproduzir o sapato perdido pela Cinderella na noite mais importante de sua vida.

O lançamento é em homenagem a estreia de nova versão do conto de fadas, com atores de carne e osso incríveis como Cate Blanchett e Lily James, da série Downtown Abbey, que chega em marços ao cinema.

E se no filme o sapato de cristal foi criado pela Swarovski, naturalmente, as novas versões foram desenhadas por nada mais, nada menos que Salvatore Ferragamo, Jimmy Choo, Paul Andrew, Stuart Weitzman, René Caovilla, Nicholas Kirkwood, Jerome C. Rousseau e os brasileiros Charlotte Olympia e Alexandre Birman.

sapatos

Carola e sua cartola

Respeitáaaavel público! Prepare o coração que o show vai começar! (: É com a maior alegria que apresento a nova coleção Carola e sua Cartola da Antix, inspirada no universo fantástico do circo vintage.

carola e sua cartola

Carola e sua cartola (1) Carola e sua cartola (2) Carola e sua cartola (3) Carola e sua cartola (4) Carola e sua cartola (5) Carola e sua cartola (6)
Mariana Juliano, a coordenadora de estilo da Antix contou que já fazia um bom tempo que pensava neste tema: “o circo combina com o mundo lúdico e encantador da Antix”. O filme Água para Elefantes (2011) foi uma das principais referências para criar toda a atmosfera especial que a coleção precisava para sair do papel. Outro filme, O Mundo Imaginário do Dr. Parnassus (2009) também ajudou na concepção da ideia.

Além das referências cinematográficas, a personagem Carola completa a trilogia especial de inverno da Antix. Tal como nos contos de fadas, O Sonho de Sonora, de 2013, O Céu de Celeste, de 2014, e, agora, Carola e sua Cartola, trazem personagens inspiradoras que têm em comum a preocupação com o mundo e a busca por uma vida mais leve e cheia de encantos. Se identificou?

As estampas representam os números, as atrações e o próprio ambiente do circo, o colorido das peças também está especial! “A cartela de cores está bem vintage, com tons mais neutros, inspirados nas cores dos circos dos anos 30. As cores mais usadas são bordô, preto, marinho e ocre”.

Minha gente o que é isso!!! Ameiii essa coleção de todo coração!!! Escolhi alguns dos meus modelos favoritos para mostrar para vocês, Vejam….

AF_catalogo_carola_impressao11AF_catalogo_carola_impressao12AF_catalogo_carola_impressao14AF_catalogo_carola_impressao19AF_catalogo_carola_impressao23AF_catalogo_carola_impressao25AF_catalogo_carola_impressao31AF_catalogo_carola_impressao37AF_catalogo_carola_impressao38AF_catalogo_carola_impressao106AF_catalogo_carola_impressao49AF_catalogo_carola_impressao44 AF_catalogo_carola_impressao45 AF_catalogo_carola_impressao67 AF_catalogo_carola_impressao69 AF_catalogo_carola_impressao86 AF_catalogo_carola_impressao90 AF_catalogo_carola_impressao97 AF_catalogo_carola_impressao101

Grande aposta da coleção: Tressê

Uma das grandes apostas desta coleção, foi o uso do tressê. A técnica é muito conhecida principalmente em sapatos e bolsas. Nada mais é do que um tramado entre tiras de um determinado material, que forma uma textura em alto relevo.
A super novidade é que a Colcci usou esta técnica em jeans valorizando também as roupas. O tressê dá um toque artesanal às peças, deixando-as mais sofisticadas.

COLCCI COLCCI COLCCI tresse (4)

Óculos Retrô lovers

Você já percebeu como os óculos de sol da época das nossas avós e mães eram muito mais legais? Cheios de formas, cores, tamanhos e com lentes incríveis, os óculos das décadas de 50, 60 e 70 foram um verdadeiro brinde à criatividade. Depois eles foram ficando cada vez mais sem graça, né? A sorte é que já faz um tempinho que estamos resgatando esse passado e olhando para aqueles óculos exóticos e exuberantes com carinho.

Para usar sem erro, a dica é experimentar e ver como ele fica no rosto! Encontre os seus óculos mais autênticos e vintage se jogando no garimpo dos brechós e feiras antigas. O melhor é que ainda dá para pechinchar, hein? Para curtir o verão cheia de estilo!

Redondo
É o modelo do momento. Dá para encontrar em todos os tamanhos e com diferentes formatos. Para quem tem o rosto mais redondo, melhor evitar! É um dos nossos preferidos da vida.

Oculos-Retro (1)

Quadrado
Ele pode ser do tipo wayfarer, famoso da Ray-Ban, ou quadradão mesmo. Vale para quem tem rosto oval e redondo. Um clássico que nunca sai de moda!

Oculos-Retro (4)

Gatinho
Um clássico retrô superfeminino e delicado. Para meninas com personalidade forte e estilo bem marcante. Não tem como resistir aos óculos gatinho, tem?

Oculos-Retro (6)

Coração
Combina com armações coloridas e é a cara do verão. Não tem como ver um óculos de coração sem lembrar também do clássico filme Lolita, né? Desperta o nosso lado mais menininha. A gente ama!

Oculos-Retro (7)